Sob a lua vermelha de novembro...

Quando tudo isso começou? Quando as engrenagens do destino começaram a girar? Talvez seja impossível achar a resposta agora, profunda no fluir do tempo...

Minha foto
Nome:
Local: Belo Horizonte, MG, Brazil

Eu? Apenas mais um andante solitário...mas todos os andantes tem uma ou outra lição a passar devida à sua intimidade com a estrada. A estrada é sábia. Embora seja certo que o caminho ainda segue muito à frente... quantas lições nos esperam?

domingo, julho 31, 2005

Sonhos pela janela (2)

****



****

Sonhos pela janela (Aurora de primavera)

Um raio de sol toca a terra;
Suave brisa levanta
sua saudação à primeira pétala...

A luz matutina toca o lago
- espelho frio de cristal;
Matizes coloridos, gelados,
ecoam um acorde austral.

Além da janela, além da tela,
em bela sinfonia nascente,
canta a fênix da primavera...

Levanta, fênix, revive os vales
mortos do inverno!
Bane o gelo dos campos frágeis
para além dos serros!

Manhã de sábado:
a magia do sol
na voz dum pássaro;


Renascem aromas, os perfumes
d'um tempo que não passa, não vem;
Rebrilha uma estrela nos cumes
dos enevoados ermos do além.

O balouçar das bétulas:
desenhos sem fim.
[um pincelar de pétalas...]

As rosas em dança, sob um céu
que canta glória e louvor;
Os anjos em festa, sob um véu
que encerra carinho e calor;

A hipnose das cerejeiras
[um delírio]; a maciez

d'um tapete de plumas vermelhas...

Profusão, a magia da terra
em radiante luz e torpor;
Numa janela.... a primavera
num arco-íris de amor...


______________________________________

(Autor: Bruno Neves Oliveira)

domingo, julho 24, 2005

Perhaps Love...




Perhaps Love
John Denver



Perhaps love is like a resting place, a shelter from the storm
It exists to give you comfort, it is there to keep you warm
And in those times of trouble when you are most alone
The memory of love will bring you home

Perhaps love is like a window, perhaps an open door
It invites you to come closer, it wants to show you more
And even if you lose yourself and don't know what to do
The memory of love will see you through

Love to some is like a cloud, to some as strong as steel
For some a way of living, for some a way to feel
And some say love is holding on and some say letting go
And some say love is everything, and some say they don't know

Perhaps love is like the ocean, full of conflict, full of pain
Like a fire when it's cold outside, thunder when it rains
If I should live forever, and all my dreams come true
My memories of love will be of you...

Some say love is holding on and some say letting go
Some say love is everything and some say they don't know

Perhaps love is like the ocean, full of conflict, full of pain
Like a fire when it's cold outside, thunder when it rains
If I should live forever, and all my dreams come true
My memories of love will be of you

_______________________________

Tradução

Talvez o amor seja um lugar de descanso, um abrigo contra a tempestade...
Ele existe para te dar conforto, está ali para te manter aquecido
e naqueles tempos difíceis, quando você está mais sozinho,
a memória do amor vai te trazer pra casa...

Talvez o amor seja uma janela, talvez uma porta aberta
Ele te convida para chegar mais perto, ele quer te mostrar mais
e mesmo se você se perder e não souber mais o que fazer,
a memória do amor vai te guiar...

Amor pra alguns é como uma nuvem, para outros forte como aço
Para alguns um modo de vida, para outros um modo de sentir
E alguns dizem que o amor é segurar e outros dizem liberar
E alguns dizem que amor é tudo, e outros que não sabem....

Talvez o amor seja como o oceano, cheio de conflito, cheio de dor,
como um fogo quando está frio lá fora, um trovão quando chove
Se eu viver para sempre, e todos meus sonhos se realizarem
minhas memórias do amor serão de você...

Alguns dizem que amor é segurar e outros dizem liberar
Alguns dizem que amor é tudo e outros que não sabem...

Talvez amor seja como o oceano, cheio de conflito, cheio de dor
como um fogo quando está frio lá fora, um trovão quando chove
Se eu viver pra sempre, e todos meus sonhos se realizarem,
minhas memórias de amor serão de você...



******

Te amo, kendy...
Sanken

******

sexta-feira, julho 22, 2005

Divagações sobre a consciência e a trilha das vidas...




Diálogos (I)
Sanken x Helena x Kendy x Glauber


* Sanken * (...amor...) diz:
vamos começar por que ponto?
Kendy diz:
*tem coisas que eu não concordei muito naquele diálogo... apesar de que a capacidade intelectual não é do meu nível... hehehehe
* Sanken * (...amor...) diz:
acho que todos aqui temos uma ótima capacidade intelectual
* Sanken * (...amor...) diz:
senão nem os teria chamado
* Sanken * (...amor...) diz:
hehe
Helena diz:
Bem, eu acho que não há regras pra opiniões...nem há o que entender ou não entender..
Helena diz:
apenas fica cansativo se a gente viajar muito nas palavras e não no conteúdo...
Helena diz:
só isso...mas não há o que entender ou ser entendido, se foi bruninho mesmo que juntou partes de pensamentos...então ele mesmo pode falar de forma diferente, etc...
* Sanken * (...amor...) diz:
é, é verdade
Helena diz:
Mas o kendy não concordou com alguma coisa...que foi Kendy?
* Sanken * (...amor...) diz:
heheeh
* Sanken * (...amor...) diz:
kendy, diz algum ponto que você fortemente não concordou...
Kendy diz:
bom... na minha opinião eu acho que os humanos tendem a evoluir, nunca regredir, portanto, dizer que nós tinhamos mais consciência, etc... não faz muito sentido para mim... as pessoas naquela época eram muito mais influenciáveis....
* Sanken * (...amor...) diz:
ele pegou um bom ponto
Helena diz:
é verdade...
Helena diz:
Bem, há ciclos de evolução e involução, até onde sei...e realmente estamos no momento começando uma era de evolução...desde 50 e pouco...
Helena diz:
Então da década de 50 pra cá, pelo menos, evoluímos...
Helena diz:
mas antes não sei...
* Sanken * (...amor...) diz:
bem, a minha explicação para o paradoxo dele é simples...
* Sanken * (...amor...) diz:
eu também concordo que a TENDÊNCIA da humanidade, como um todo, é evoluir sempre
* Sanken * (...amor...) diz:
tanto como um todo quanto individualmente
* Sanken * (...amor...) diz:
cada pessoa, através das vidas que vive, vai inegavelmente aprendendo algumas coisas....
* Sanken * (...amor...) diz:
é igual uma pessoa aprendendo a bater um prego numa mesa
* Sanken * (...amor...) diz:
ela pode errar nas primeiras dez ou quinze vezes, mas uma hora vai aprendendo com os erros
* Sanken * (...amor...) diz:
e vai melhorando, e ficando hábil no serviço, até que pode passar a pregar um prego de um quadro, por exemplo, ao invês de numa mesa
* Sanken * (...amor...) diz:
(um trabalho mais refinado)
* Sanken * (...amor...) diz:
maaaaaas
* Sanken * (...amor...) diz:
todas as pessoas começam de algum ponto, não é?
* Sanken * (...amor...) diz:
de onde elas surgem?
* Sanken * (...amor...) diz:
como as primeiras almas vêm para o globo?
* Sanken * (...amor...) diz:
um espírito que sai de onde ele estiver para a sua PRIMEIRA vida na terra
* Sanken * (...amor...) diz:
não pode ter o mesmo nível de consciência que os outros que já estão aqui há bem mais tempos
* Sanken * (...amor...) diz:
compreendem?
Helena diz:
bem...
Helena diz:
aí não sei não...
* Sanken * (...amor...) diz:
heheeh
* Sanken * (...amor...) diz:
diga sua objeção, helena...
Helena diz:
Pq se adquire corpos densos..
Helena diz:
aqui se vive na ilusão, certo...
Helena diz:
fora não...
Helena diz:
Enfim, estar aqui pode cegar...
Helena diz:
isso que quis dizer...quem tá fora vê melhor...
* Sanken * (...amor...) diz:
ah, entendi
* Sanken * (...amor...) diz:
vocês entenderam a pergunta dela?
Kendy diz:
sim...
.:: GLAUBER::. diz:
nossa... vcs tavam falando coisas complexas... ela falou de corpos densos....
.:: GLAUBER::. diz:
mas eles vão interferir no espirito?
* Sanken * (...amor...) diz:
ótimo você ter falado disso
* Sanken * (...amor...) diz:
o kendy deve saber mais sobre os corpos, né kendy?
Kendy diz:
bom... pelo pouco de conhecimento que tenho de nossos corpos, sabemos que há três camadas, o nosso corpo físico, o nosso perispírito e a nossa alma.... com a evolução intelectual esses corpos começam a ficar menos densos, até nao existir mais esta materia que nos cobre, assim nos tornamos luzes, seres celestiais...
* Sanken * (...amor...) diz:
interessante
* Sanken * (...amor...) diz:
(antes da helena começar a discutir os corpos, vamos voltar à pergunta dela)
* Sanken * (...amor...) diz:
heheh
Helena diz:
hahahahaha
Helena diz:
sei de 7 corpos...
Helena diz:
mas tanto faz isso..
Kendy diz:
o corpo que usamos é muito pesado... para quem estava acostumado a ficar voltando para lá e para cá, ficar com uma coisa pesada desta é quase que um castigo....
* Sanken * (...amor...) diz:
exatamente, kendy
* Sanken * (...amor...) diz:
o corpo físico pode ser tanto um INSTRUMENTO quanto uma PRISÃO
Helena diz:
Pois é....
* Sanken * (...amor...) diz:
então, interfere sim
* Sanken * (...amor...) diz:
porque, quanto maior o número de vidas em que estamos com ele
* Sanken * (...amor...) diz:
mais vamos vendo-o mais como PRISÃO do que um instrumento do espírito
Kendy diz:
com certeza...
Helena diz:
Se nos deixarmos cegar...
* Sanken * (...amor...) diz:
a pergunta da helena tem uma relação direta com isso
Helena diz:
qual delas?
* Sanken * (...amor...) diz:
você tinha dito, helena, como objeção aquilo que eu disse, de evolução
* Sanken * (...amor...) diz:
que "quem tá fora vê melhor"
* Sanken * (...amor...) diz:
é verdade, não discordo
Helena diz:
Pois é...
Helena diz:
Então, experiência por si só, não torna ninguém mais sábio...
Helena diz:
se você acreditar nas experiências demais a ponto de se enredar nos esquemas...tá perdido..
* Sanken * (...amor...) diz:
bem
* Sanken * (...amor...) diz:
eu concordo que uma alma que veio do "céu", ou do mundo espiritual (mais abrangente) para viver a primeira vida no mundo físico
* Sanken * (...amor...) diz:
realmente é mais PURA, consegue ver mais o corpo como um instrumento
Helena diz:
Sim!
Helena diz:
Não esqueceu ainda...
Helena diz:
Se bem que eu cometi uma falha, desculpa...a gente também não pega o puro espírito e coloca num corpo físico..antes disso vários corpos foram adquiridos...enfim...
* Sanken * (...amor...) diz:
tudo bem, mas é mais ou menos a mesma coisa
* Sanken * (...amor...) diz:
vamos imaginar o exemplo da mesa
* Sanken * (...amor...) diz:
uma pessoa batendo um prego
* Sanken * (...amor...) diz:
(ela está no mundo físico já)
* Sanken * (...amor...) diz:
uma outra está observando-a (ela está no mundo espiritual)
Helena diz:
sim....
Helena diz:
Está dizendo que vai aprender melhor...
Helena diz:
com o tempo...
* Sanken * (...amor...) diz:
exato
* Sanken * (...amor...) diz:
a pessoa pode entender
* Sanken * (...amor...) diz:
mas ela precisa de PRÁTICA
* Sanken * (...amor...) diz:
é aquilo de VIRGEM e PEIXES
* Sanken * (...amor...) diz:
enquanto PEIXES trata das coisas espiritualmente, consegue compreender as coisas, falta a ele a praticidade de virgem para colocar esses projetos, esse idealismo que tem, para o mundo físico...
Helena diz:
Sim...
* Sanken * (...amor...) diz:
bem, eu pensei num ponto legal sobre isso tudo
Helena diz:
...
* Sanken * (...amor...) diz:
eu tinha dito antes:
* Sanken * (...amor...) diz:
os que começam na primeira vida tem menos consciência
* Sanken * (...amor...) diz:
aí você:
* Sanken * (...amor...) diz:
não é verdade, ele tem mais conhecimento do espiritual
* Sanken * (...amor...) diz:
aí eu:
* Sanken * (...amor...) diz:
mas eles não conseguem passar isso para o mundo físico, não tem prática
* Sanken * (...amor...) diz:
certo, até agora????
Helena diz:
Bem...
Helena diz:
eu acho que não é bem por aí...
Helena diz:
pq talvez estivesse muito vivo nesses primeiros seres a alegria de viver, a pureza...a luz...eles deviam ter muito menos bloqueios em deixar o espírito comandar o corpo...seja para que coisa for...
Helena diz:
veja bem...
Helena diz:
na bíblia...os primeiros viviam mais de mil anos...
Helena diz:
Veja bem, só tenho um planeta em virgem retrógrado pra contar a história...
Helena diz:
peixes domina aqui...rs...
Helena diz:
Acho que vc está considerando que eles seriam meio sem jeito com o corpo, né?
Helena diz:
com as coisas da matéria...
* Sanken * (...amor...) diz:
sim, estou considerando isso mesmo...
Helena diz:
hum...
* Sanken * (...amor...) diz:
eu estava pensando
* Sanken * (...amor...) diz:
que, com um número razoável de vidas (não tantas)
* Sanken * (...amor...) diz:
eles iriam compreender o corpo, e ainda não estariam tão desligados do espírito
* Sanken * (...amor...) diz:
e iriam poder usar dos dois muito bem
* Sanken * (...amor...) diz:
nesse ponto eles teriam MAIS consciência
* Sanken * (...amor...) diz:
que em qualquer outro ponto das vidas
* Sanken * (...amor...) diz:
pense em uma parábola
* Sanken * (...amor...) diz:
com a curva voltada pra baixo
* Sanken * (...amor...) diz:
seria mais ou menos assim
Helena diz:
aaaaaaaaaaaaahhhhhhh...
Helena diz:
vc imagina como uma parábola...
Helena diz:
curioso...
Helena diz:
o ponto ideal estaria no meio, então...
Helena diz:
de sabedoria corpo/espírito.
* Sanken * (...amor...) diz:
sim
* Sanken * (...amor...) diz:
isso
Helena diz:
legal...hehehehe...
Helena diz:
é um raciocínio muito interessante.
Kendy diz:
* O problema de todas estas teorias, é que eles não passam de teorias.... para podermos ter um esclarecimento absoluto das coisas espirituais, é necessário conversar com alguem confiável, de preferencia que esteja lá, ou ir para lá mesmo... rsrss
* Sanken * (...amor...) diz:
hahahahah
* Sanken * (...amor...) diz:
é verdade
* Sanken * (...amor...) diz:
mas é o que eu disse, isso são só hipóteses....e nem mesmo aqueles que vão para lá tem consciência absoluta dessas questões...
* Sanken * (...amor...) diz:
a não ser que seja um grande mestre...
Helena diz:
hehehehe...
Kendy diz:
nao é verdade? até agora o homem pode criar teorias e mais teorias, mitos e lendas, porém o homem ainda nao tem a capacidade de provar isto para ninguem (a nao ser para si mesmo)... ou seja, nós temos apenas a capacidade de "imaginar" o que pode existir, lá.... mas quase todas teorias tem o seu fundo de verdade e têm de ser levadas em consideraçao... têm que ser analisada com muita cautela e sabedoria....
* Sanken * (...amor...) diz:
(concordo plenamente...)
* Sanken * (...amor...) diz:
a tarefa de cada homem é tentar extrair dessas teorias, desses mitos, parte da sabedoria universal...
Helena diz:
Mas você levantou aí pontos interessantes..
Helena diz:
Nossa imaginação nem sempre será de todo absurda....
Helena diz:
pq tudo se liga a tudo...etc...temos acesso às mesmas coisas em muitos planos...mesmo sem saber.
Kendy diz:
para se ter uma ideia embasada seria bom que ela passasse por baterias de testes (mas nem assim iria mudar muita coisa... )... se ela "sobreviver" a esses testes, ele é digna de ser analisada. Mas se não for o caso, acho que tem de ser descartada imediatamente... pois não passaria de devaneios de nossa mente ignorante....
Helena diz:
Bem....
* Sanken * (...amor...) diz:
bem, pode ser, é verdade
* Sanken * (...amor...) diz:
existe muita besteira por aí
* Sanken * (...amor...) diz:
mas, por outro lado...
Helena diz:
o teste pode ser todos dizerem a mesma coisa sem ser por ter lido, por exemplo.
Helena diz:
Digo, se eu e mais 25 pessoas, de diferentes temperamentos, vemos um disco voador...
Helena diz:
então o disco voador provavelmente estava lá.
Helena diz:
Mas é preciso que não haja algum pré-condicionamento.
* Sanken * (...amor...) diz:
acho que tudo está ligado a tudo....como a helena disse... por exemplo, a INTUIÇÃO, ela pode nos dizer algumas coisas que mesmo visitas a outros planos não dizem...
* Sanken * (...amor...) diz:
se não fosse assim, porque acha que os mestres tibetanos meditavam tanto sobre as origens da vida, sobre a ilusão de maya, etc?
* Sanken * (...amor...) diz:
seria só eles usarem os outros corpos (e eles sabiam usar) e verem por si mesmos as realidades superiores
* Sanken * (...amor...) diz:
só que eles, ainda assim, meditavam....ou seja, tem algumas coisas que só o coração pode dizer...
* Sanken * (...amor...) diz:
(esse é meu ponto)
* Sanken * (...amor...) diz:
(ou melhor, contraponto)
Helena diz:
É, na verdade só se pode considerar como isento algo a partir do plano búdico...até no astral cada um vê o que quer...
Helena diz:
aliás, no mental inferior tb...etc...
Helena diz:
mas não me perguntem quais são todos os planos..rs...
Helena diz:
eu não lembro.
* Sanken * (...amor...) diz:
eu lembro
* Sanken * (...amor...) diz:
mas não era sobre isso nossa conversa
* Sanken * (...amor...) diz:
hehehe
Helena diz:
Sim, inicialmente estávamos falando se o ser ao começar sua vida na terra é mais sábio que o que está há algum tempo nela.
Kendy diz:
a gente tem que pegar um tema e falar sobre este tema... se não acabamos enrolados em nossas ideias...
* Sanken * (...amor...) diz:
bem, então podemos voltar ao tema da parábola?
Kendy diz:
qual? parabola?
* Sanken * (...amor...) diz:
é, eu tinha dito
* Sanken * (...amor...) diz:
que o nível de consciência das pessoas durante suas vidas
* Sanken * (...amor...) diz:
variam de acordo com uma parábola
Kendy diz:
eu li alguma coisa assim... mas nao estava entendendo... hehehe
Kendy diz:
peguei o bonde andando ne?
Kendy diz:
hehehhehe
* Sanken * (...amor...) diz:
hehehe
* Sanken * (...amor...) diz:
OU SEJA
* Sanken * (...amor...) diz:
no início, nas primeiras vidas
Kendy diz:
* Sanken * (...amor...) diz:
estaríamos com muito ESPÍRITO e pouca praticidade, ou seja....nós entendíamos muito dos planos de onde viemos...mas não conseguíamos botar isso de acordo com as coisas terrenas
* Sanken * (...amor...) diz:
(isso nas primeiras vidas)
* Sanken * (...amor...) diz:
agora, nas últimas vidas nossas
* Sanken * (...amor...) diz:
estaríamos com MUITO conhecimento sobre as coisas terrenas, mas pouca ligação com o mundo espiritual, superior
* Sanken * (...amor...) diz:
aí o nosso corpo seria realmente uma verdadeira PRISÃO
* Sanken * (...amor...) diz:
então de acordo com essa TEORIA...hehehe
* Sanken * (...amor...) diz:
o ponto mais alto de consciência (defino consciência como uma soma de conhecimento material com sabedoria espiritual)
* Sanken * (...amor...) diz:
seria o meio da parábola
* Sanken * (...amor...) diz:
entendeu?
Helena diz:
Faz sentido né kendy?
Helena diz:
Mas segundo a teoria das eras seriam várias parábolas....
Helena diz:
várias vezes acontece isso....evolução e involução...
Kendy diz:
sim... mas ainda discordo desta teoria.... (mas nao tenho como provar.... nada.... ninguem tem como provar nada.... )
Helena diz:
Discorda de que exatamente?
Kendy diz:
bom... ainda nao entendo a respeito de consciência.... pois bem sei que as primeiras encarnações que temos, nao conseguimos nem ter a inteligencia direito.... nao há para mim, nenhum atributo para os "recem nascidos"... Portanto nem consciencia, nem inteligencia eles tem ainda... agem instintivamente... (será que estou errado?) eles agem como animais....
* Sanken * (...amor...) diz:
...
Helena diz:
hehehe...
Helena diz:
Depende do que se chama de primeira encarnação...
Kendy diz:
hehehe
Helena diz:
mas você está colocando como se a gente começasse de baixo, Kendy...
Kendy diz:
e nao começamos?
* Sanken * (...amor...) diz:
BOA QUESTÃO
* Sanken * (...amor...) diz:
bem, achei ótimo isso que vocês colocaram...começamos de cima ou começamos de baixo?
* Sanken * (...amor...) diz:
eu tenho uma explicação
* Sanken * (...amor...) diz:
hehehe
Helena diz:
Diga lá...
* Sanken * (...amor...) diz:
bem
* Sanken * (...amor...) diz:
primeiro: os dois estão corretos.
* Sanken * (...amor...) diz:
começamos de cima E começamos de baixo
* Sanken * (...amor...) diz:
se nós considerarmos aquela roda de evolução budista, passando pelas etapas mineral, vegetal e animal, para chegar ao estágio de HUMANO, então começamos de BAIXO, ou seja, do inferior da roda, de um ponto de baixo
* Sanken * (...amor...) diz:
mas se considerarmos
* Sanken * (...amor...) diz:
que nosso espírito, antes de vir à matéria, é puro, vive em regiões superiores e mais "leves", e que penetramos em corpos "densos" quando chegamos aqui, então começamos DE CIMA
* Sanken * (...amor...) diz:
entenderam?
Helena diz:
hehehe...
Kendy diz:
nao fomos criados ignorantes? nao há um ser que ja nasce sábio... na caminhada da evoluçao, fomos criados da mesma forma... porém alguns ficaram para trás (ociosos) e outros evoluiram rapidamente com seu esforço... bom nesta teoria eu vejo justiça pois ninguem foi criado melhor doq ninguem... todas partiram da mesma largada...
Kendy diz:
mas é claro que está na primeira teoria do mineral, vegetal animal etc...
* Sanken * (...amor...) diz:
isso mesmo
* Sanken * (...amor...) diz:
mas, em qualquer uma das duas teorias
* Sanken * (...amor...) diz:
todos começam do mesmo ponto de largada...
* Sanken * (...amor...) diz:
e as duas teorias não se rechaçam, elas se completam
* Sanken * (...amor...) diz:
lembram da PARÁBOLA?
* Sanken * (...amor...) diz:
ela reúne os dois aspectos
Kendy diz:
bom... li em um livro(enciclopédia esóterica ) um livro gigante, escondido na biblioteca, que nao há só esses seres, existem os elementais, que podem vir a ocupar um corpo humano... parece que o ciclo de evolução deles nao tem nada a ver com o mineral, vegetal etc... bom não sei muito bem a respeito disto...
* Sanken * (...amor...) diz:
ah, os elementais...hehehe
* Sanken * (...amor...) diz:
aí já vamos entrar em alguns pontos meio diferentes
* Sanken * (...amor...) diz:
vamos embolar as coisas
Kendy diz:
e os anjos... nao podemos esquecer deles...
* Sanken * (...amor...) diz:
hehehehe
* Sanken * (...amor...) diz:
e os anjos...



Diálogos (II)
Sanken x Kendy


* Sanken * (...amor...) diz:
Mas estávamos falando sobre o nível de consciência no reino HUMANO, depois podemos falar de elementais e anjos..
Kendy diz:
aham... mas deixa eu ler oque vc escreveu lá em cima para poder entender melhor ...
Kendy diz:
nao há como unir as suas teorias.... ou a do mineral, ou a de que viemos de planos superiores... sei lá...
* Sanken * (...amor...) diz:
há sim, oras...heheh
* Sanken * (...amor...) diz:
lembra daquela parábola que falei antes?
Kendy diz:
eu nao entendi direito a parabola... + ou -
* Sanken * (...amor...) diz:
certo
* Sanken * (...amor...) diz:
a parábola é assim
* Sanken * (...amor...) diz:
imagine, na reta X (abcissa, sabe o que é?)
Kendy diz:
sim
* Sanken * (...amor...) diz:
certo
Kendy diz:
to estudando isto
Kendy diz:
hehehe
* Sanken * (...amor...) diz:
a abscissa contaria o NÚMERO DE VIDAS
* Sanken * (...amor...) diz:
e a coordenada (a Y)
* Sanken * (...amor...) diz:
mediria o nível de consciência
* Sanken * (...amor...) diz:
então é um gráfico de "Consciência x número de vidas"
Kendy diz:
ah ta...
* Sanken * (...amor...) diz:
aí, a parábola começa do ponto zero
* Sanken * (...amor...) diz:
(0, 0)
* Sanken * (...amor...) diz:
e sobe
* Sanken * (...amor...) diz:
até chegar em um ápice, que vai ser mais ou menos na metade da linha da Abscissa
* Sanken * (...amor...) diz:
e depois ela vai caindo...
* Sanken * (...amor...) diz:
o final dela vai depender do número de vida que temos.
* Sanken * (...amor...) diz:
já sobre isso.....os budistas tem um colar de 108 contas, e algumas seitas dizem que temos 108 vidas humanas
* Sanken * (...amor...) diz:
se forem 108 vidas, mesmo, então a parábola vai acabar no ponto (108, 0)
Kendy diz:
ja ouvi falar em pessoas com mais de 10mil vidas...
* Sanken * (...amor...) diz:
hehehe
* Sanken * (...amor...) diz:
é, mas em ciclos, né?
Kendy diz:
não sei.... em 10 mil vidas a pessoa ainda esta na terra? eu acho que todo este tempo agente evolui pra caramba (até na marra )
* Sanken * (...amor...) diz:
acho que temos mesmo milhares e milhares de vidas, no todo
* Sanken * (...amor...) diz:
mas acho que, a cada 108 vidas, nós descemos de novo na roda, para nos purificarmos (lembra que eu disse que ficamos cada vez mais "presos" na matéria?)
* Sanken * (...amor...) diz:
hahahaha
Kendy diz:
naaaoo
Kendy diz:
discordo...
Kendy diz:
não ficamos mais presos na matéria não... assim não teria sentido... bom,acho que estamos aqui para aprender e nos desapegarmos da materia, pois então... não há como entender esta teoria... nós evoluimos.... não regredimos....
* Sanken * (...amor...) diz:
hahaahhaaha
* Sanken * (...amor...) diz:
eu entendo plenamente o que disse
Kendy diz:
nao tem sentido... nao sei... (bom... estou aberto para novas ideias, mas terá que me provar e me convencer... hehehe )
* Sanken * (...amor...) diz:
vamos tentar ligar isso com a pergunta inicial
* Sanken * (...amor...) diz:
hehehe
* Sanken * (...amor...) diz:
a pergunta inicial era:
* Sanken * (...amor...) diz:
"se nós sempre evoluímos, como antigamente tínhamos mais consciência?"
Kendy diz:
meu querido eu sou taurino... nao me vem com coisas que nao tenham "base"... me prove, seja com ideias seja com fatos...
* Sanken * (...amor...) diz:
hehehe
* Sanken * (...amor...) diz:
eu vou TENTAR...hahahaha
* Sanken * (...amor...) diz:
a pergunta está certa?
Kendy diz:
mas antigamente tinhamos mais consciência? será mesmo? não sei... bom.... o conhecimento que você admira tanto que tem a origem nos povos antigos, (alguns você tinha razão, outros boiavam geral... ) bom... tem uma explicação.... eu sei que pelo menos o povo indiano não era da esfera terrestre, pois eles habitavam um planeta muito mais avançado do que o nosso... eles vieram para nos ajudar...dar um empurrãozinho...
Kendy diz:
agora. dizer que tínhamos mais consciência pq nao havia tantas pessoas, não sei dizer se está certo, ou se está errado... portanto fico no meio, na dúvida.... hehehe
* Sanken * (...amor...) diz:
hehehe.....eu entendo
* Sanken * (...amor...) diz:
mas, se você ainda estiver lembrado da conversa no blog
* Sanken * (...amor...) diz:
eu falei lá um detalhe:
* Sanken * (...amor...) diz:
"consciência" é uma coisa
* Sanken * (...amor...) diz:
"conhecimento" é outra
* Sanken * (...amor...) diz:
eu acho que, no geral, as grandes civilizações antigas (egípcios, fenícios, tibetanos, etc e tal)
* Sanken * (...amor...) diz:
tinham mais CONSCIÊNCIA, ou seja, eu acho que elas entendiam mais ESPIRITUALMENTE FALANDO do que a gente...acho que eram mais avançadas espiritualmente
Kendy diz:
concordo
* Sanken * (...amor...) diz:
não acho que o conhecimento que elas tinham (a não ser com raríssimas exceções) superava o nosso
* Sanken * (...amor...) diz:
mas elas tinham uma ligação mais forte com o mundo espiritual
* Sanken * (...amor...) diz:
sabe uma coisa que aconteceu quando os espanhóis chegaram aqui?
* Sanken * (...amor...) diz:
quando eles chegaram, as tribos com as quais eles falavam afirmavam que viam "espíritos" do céu, da terra, do ar....eles deram algumas ervas para os espanhóis e eles enxergaram também, ou seja, os espanhóis já tinham perdido essa capacidade....nas crianças pequenas se vê muito isso...ver os elementais, etc...
* Sanken * (...amor...) diz:
então, estamos de acordo, que, ESPIRITUALMENTE falando, as civilizações antigas tinham mais consciência??
Kendy diz:
certo... consciencia.... sim....
* Sanken * (...amor...) diz:
ótimo....heheh
* Sanken * (...amor...) diz:
estamos progredindo
Kendy diz:
hehehe
Kendy diz:
dificil me convencer hahahaha
* Sanken * (...amor...) diz:
vamos ver, eu sou escorpiano, faço o impossivel
* Sanken * (...amor...) diz:
hehehe
* Sanken * (...amor...) diz:
bem, aí o segundo ponto que nós discutimos foi a parcela de consciência para cada um
* Sanken * (...amor...) diz:
isso é só uma teoria, mas eu sinto isso...que, quanto mais pessoas estão presentes na face do globos, menos CONSCIÊNCIA, particularmente falando, elas tem individualmente - e, para isso, posso me utilizar de uma teoria famosa para tentar "provar" o que eu digo
* Sanken * (...amor...) diz:
já ouviu falar da "TEORIA GAIA"?
Kendy diz:
nanao...
* Sanken * (...amor...) diz:
bem, de acordo com essa teoria...heheheh (foi uma tese de cientistas antigamente)
* Sanken * (...amor...) diz:
o planeta Terra seria um SER VIVO
Kendy diz:
ahhh taaaaaa
* Sanken * (...amor...) diz:
hahahah
* Sanken * (...amor...) diz:
bem, aí
* Sanken * (...amor...) diz:
de acordo com isso, por exemplo, eles diziam
* Sanken * (...amor...) diz:
que as florestas seriam, digamos, os "pelos" da terra
* Sanken * (...amor...) diz:
a água seria como o sangue
* Sanken * (...amor...) diz:
e o núcleo interno (quente) como se fosse um coração...coisas assim...
Kendy diz:
humm.... entendo... mas faz sentido esta teoria... compreendo....
* Sanken * (...amor...) diz:

* Sanken * (...amor...) diz:
de acordo com isso, eu pensei
* Sanken * (...amor...) diz:
e a "consciência" da Terra, digamos, o cérebro dela?
* Sanken * (...amor...) diz:
aí a resposta que achei:
* Sanken * (...amor...) diz:
"NÓS SOMOS OS NEURÔNIOS DA TERRA"
Kendy diz:
entendo...
* Sanken * (...amor...) diz:
aí...
Kendy diz:
aí?
* Sanken * (...amor...) diz:
vamos pensar que SEMPRE a humanidade tem um mesmo cérebro, que a capacidade da consciência do cérebro não varie
* Sanken * (...amor...) diz:
a “capacidade” não varia
* Sanken * (...amor...) diz:
mas os neurônios aumentam pra caramba (nós)
* Sanken * (...amor...) diz:
então, isso só pode atingir um resultado:
* Sanken * (...amor...) diz:
ou melhor, 2 resultados:
* Sanken * (...amor...) diz:
primeiro - com mais neurônios, as ligações entre todos eles são favorecidas (te lembra algo chamado "globalização"?), o que leva a tomar decisões em menos tempo (as invenções e aprimoramentos estão cada vez mais rápidos pelo mundo)
* Sanken * (...amor...) diz:
segundo - já que a capacidade (ou, como gostam de dizer os matemáticos delta-capacidade) não varia, então é como se estivéssemos dividindo uma capacidade de 10000000 inicialmente por 3 e depois por 900..... ou seja, vai diminuir a capacidade INDIVIDUAL das pessoas, da consciência delas...
* Sanken * (...amor...) diz:
entendeu?
* Sanken * (...amor...) diz:
basicamente o que estou dizendo é que nós não estamos vendo todas essas invenções tão rápidas, e tal, porque estamos ficando "mais inteligentes"
* Sanken * (...amor...) diz:
mas porque as ligações entre tudo está facilitada, então as CONCLUSÕES são mais rápidas
* Sanken * (...amor...) diz:
esse é meu ponto...hehehe
* Sanken * (...amor...) diz:
achou convincente?
Kendy diz:
segundo aquela teoria de gaia sim...
* Sanken * (...amor...) diz:
certo, agora
* Sanken * (...amor...) diz:
vou tentar dizer pelo segundo método
* Sanken * (...amor...) diz:
você disse que, se só evoluímos, então isso não pode acontecer
* Sanken * (...amor...) diz:
mesmo se pela Teoria de Gaia parecer aceitável, vai estar contradizendo a lei da evolução contínua, então não é possível
* Sanken * (...amor...) diz:
esse é o seu pensamento, certo?
Kendy diz:
certo...
* Sanken * (...amor...) diz:
bem, agora vamos analisar essa evolução contínua...
* Sanken * (...amor...) diz:
você entendeu aquilo que eu disse da pessoa batendo o prego na mesa?
Kendy diz:
batendo prego na mesa? ah sim... pode pegar um exemplo melhor...?
* Sanken * (...amor...) diz:
heheh
* Sanken * (...amor...) diz:
tá, um exemplo melhor então...deixa eu pensar...
* Sanken * (...amor...) diz:
certo
* Sanken * (...amor...) diz:
uma pessoa consertando o motor de um carro
* Sanken * (...amor...) diz:
melhorou?
* Sanken * (...amor...) diz:
heheh
Kendy diz:
melhorou
* Sanken * (...amor...) diz:
certo então
Kendy diz:
hehe
* Sanken * (...amor...) diz:
isso vai fazer você entender o significado de "consciência"
* Sanken * (...amor...) diz:
e porque eu disse que as pessoas estão menos conscientes hoje em dia
* Sanken * (...amor...) diz:
imagine uma pessoa que nunca aprendeu a mexer num motor de carro
* Sanken * (...amor...) diz:
mas essa pessoa ela aprendeu toda a TEORIA, para que serve isso, para que serve aquilo, etc....ela sabe a função de cada coisa porque leu, digamos, em um LIVRO
* Sanken * (...amor...) diz:
mas nunca consertou um motor DE VERDADE
* Sanken * (...amor...) diz:
então, ela fica totalmente perdida quando vai começar
* Sanken * (...amor...) diz:
(o livro simboliza a sabedoria espiritual que, digamos, carregamos no espírito...temos uma ligação boa com o mundo espiritual nas nossas primeiras vidas, mas não sabemos EXPRESSAR isso aqui)
* Sanken * (...amor...) diz:
essa pessoa, então, vai aprendendo, pouco a pouco, conciliar o que LEU com o que está VENDO, com o que está pegando, sentindo...etc
Kendy diz:
humm.... to começando a concordar com vc.... (rsrs )
* Sanken * (...amor...) diz:
certo...hehehe
* Sanken * (...amor...) diz:
ela está, simbolicamente, começando a entender como colocar aquilo que trazia no seu espírito de acordo com aquilo que ela vê no mundo físico
* Sanken * (...amor...) diz:
aí, você ainda está vendo praticamente uma reta (não uma parábola)
* Sanken * (...amor...) diz:
que mostra um aprendizado contínuo de como conciliar sabedoria (espírito) e mundo (matéria)
* Sanken * (...amor...) diz:
ou, no exemplo, teoria (livro) e prática (realidade)
* Sanken * (...amor...) diz:
maaaass
* Sanken * (...amor...) diz:
vai chegar uma hora em que ele vai entender integralmente o que diz o livro, de forma prática
* Sanken * (...amor...) diz:
como utilizar isso para consertar o motor
* Sanken * (...amor...) diz:
ele vai entender tanto a TEORIA quanto a PRÁTICA
* Sanken * (...amor...) diz:
bastante bem
* Sanken * (...amor...) diz:
até aí tudo bem?
Kendy diz:
aham
* Sanken * (...amor...) diz:
isso aí é o que eu chamo de ápice
* Sanken * (...amor...) diz:
porque a pessoa não tem mais nada a aprender do motor...não há como....
* Sanken * (...amor...) diz:
A NÃO SER que ela passe a consertar outro motor, de outro carro de estilo totalmente diferente, ou passe a trabalhar com motos...
* Sanken * (...amor...) diz:
se não ocorrer isso, então ela já sabe tudo que poderia saber
* Sanken * (...amor...) diz:
nos dois aspectos, teoria e prática
* Sanken * (...amor...) diz:
aí vão se passando os anos
* Sanken * (...amor...) diz:
e passam-se mais anos ainda....
* Sanken * (...amor...) diz:
a pessoa, digamos, SÓ vai fazendo aquele tipo de trabalho
* Sanken * (...amor...) diz:
sempre e sempre
* Sanken * (...amor...) diz:
você concorda que, gradualmente, ela vai esquecendo a teoria e fazendo as coisas só de cór? Decoradas?
Kendy diz:
um movimento automatico....
* Sanken * (...amor...) diz:
exato
* Sanken * (...amor...) diz:
lembra quando você aprendeu frações, em matemática?
* Sanken * (...amor...) diz:
você agora, toda hora que vê uma fração, lembra da teoria que você aprendeu na quinta série, de que frações são parte de um todo, e que somar frações é pegar uma mesma barra e dividir em pedaços que consigam corresponder a tanto uma divisão quanto a outra?
* Sanken * (...amor...) diz:
ou faz as contas de cór?
* Sanken * (...amor...) diz:
sem nem pensar? Já vai fazendo o Mínimo Múltiplo Comum e pronto?
Kendy diz:
certo...
* Sanken * (...amor...) diz:
então
* Sanken * (...amor...) diz:
isso acontece com tudo
* Sanken * (...amor...) diz:
nós aprendemos a teoria, vamos aprendendo pouco a pouco a prática
* Sanken * (...amor...) diz:
e, quando aprendemos totalmente a prática, vamos gradualmente esquecendo a teoria...
* Sanken * (...amor...) diz:
em toda atividade que você quiser pensar, é assim
* Sanken * (...amor...) diz:
e as pessoas passam a ficar alienadas, ignorantes.... o mecânico pode saber como consertar qualquer coisa, mas já não sabe o fundamento do seu conhecimento.....faz por prática, por experiência...
* Sanken * (...amor...) diz:
então
* Sanken * (...amor...) diz:
você está entendendo onde quero chegar?
Kendy diz:
acho que sim ne?
* Sanken * (...amor...) diz:
heheheh
Kendy diz:
hehehehe
* Sanken * (...amor...) diz:
pois é
* Sanken * (...amor...) diz:
começa só com teoria
* Sanken * (...amor...) diz:
tenta imaginar assim:
* Sanken * (...amor...) diz:
TEORIA 100 - PRÁTICA 0
* Sanken * (...amor...) diz:
TEORIA 100 - PRÁTICA 10
* Sanken * (...amor...) diz:
TEORIA 100, PRÁTICA 20
* Sanken * (...amor...) diz:
e por aí vai...
* Sanken * (...amor...) diz:
até chegar no ápice:
* Sanken * (...amor...) diz:
TEORIA 100 - PRÁTICA 100
* Sanken * (...amor...) diz:
aí começamos a deixar de lado a teoria:
* Sanken * (...amor...) diz:
TEORIA 90 - PRÁTICA 100
* Sanken * (...amor...) diz:
TEORIA 80 - PRÁTICA 100
* Sanken * (...amor...) diz:
TEORIA 70 - PRÁTICA 100
* Sanken * (...amor...) diz:
até chegar no TEORIA 0 - PRÁTICA 100
Kendy diz:
vc esta querendo dizer que as pessoas fazem algo maquinalmente, achando que sabem de tudo, porém nao pensam mais, pois acham que aquilo esta certo.
Kendy diz:
isso acaba alienando a pessoa... certo... mto inteligente vc...
* Sanken * (...amor...) diz:
EXATAMENTE
* Sanken * (...amor...) diz:
e isso acontece com a consciência também, durante as vidas
* Sanken * (...amor...) diz:
por isso eu disse que o gráfico da consciência é uma parábola
* Sanken * (...amor...) diz:
CONSCIÊNCIA = SABEDORIA ESPIRITUAL 100 - CONHECIMENTO MATERIAL 100
* Sanken * (...amor...) diz:
as pessoas começam com SABEDORIA ESPIRITUAL 100 - CONHECIMENTO MATERIAL 0
* Sanken * (...amor...) diz:
aí vão
* Sanken * (...amor...) diz:
SABEDORIA ESPIRITUAL 100 - CONHECIMENTO MATERIAL 10
* Sanken * (...amor...) diz:
até chegar a conseguirem entender realmente a sabedoria que carregam no coração
* Sanken * (...amor...) diz:
nós já temos a sabedoria dentro de nós, só temos que ENTENDÊ-LA
* Sanken * (...amor...) diz:
e nesse processo de ENTENDER, é que a experiência MATERIAL é necessária
* Sanken * (...amor...) diz:
aí, quando chegamos ao ápice: sabedoria 100 experiência 100
* Sanken * (...amor...) diz:
nós temos DUAS OPÇÕES
Kendy diz:
humm.... vou pôr em debate este tema no proximo curso de espiritismo que irá ter... quero ver como que eles se sairão... acho que eles irao ficar um pouco perdidos.... hehhee....
Kendy diz:
pois esta é uma teoria que é digna de ser analisada.... vamos ver ne?
* Sanken * (...amor...) diz:
hahahaha
* Sanken * (...amor...) diz:
como eu disse, temos DUAS OPÇÕES
* Sanken * (...amor...) diz:
primeira: como entendemos integralmente tanto a parte material quanto a espiritual, podemos nos liberar disso - isso é o que você estava falando
* Sanken * (...amor...) diz:
podemos alcançar nossa auto-realização
* Sanken * (...amor...) diz:
sairmos da "roda do samsara" como dizem os budistas
* Sanken * (...amor...) diz:
ou podemos escolher a SEGUNDA OPÇÃO
* Sanken * (...amor...) diz:
essa segunda opção é a que a maioria das pessoas escolhe
* Sanken * (...amor...) diz:
a de continuar vivendo suas vidas por viver, esquecendo da sua sabedoria espiritual.....digamos que as almas, nesse caso, tomam "gosto" pela matéria, pelo corpo físico....isso aí se chama "efeito colateral", digamos assim...
* Sanken * (...amor...) diz:
a pessoa já viveu tantas vidas para conseguir entender seu espírito
* Sanken * (...amor...) diz:
que passou a gostar de viver...
* Sanken * (...amor...) diz:
não quer se liberar...
* Sanken * (...amor...) diz:
entendeu?
Kendy diz:
entendi
* Sanken * (...amor...) diz:
hahahaahaha
* Sanken * (...amor...) diz:
por isso, pelas pessoas escolherem essa "segunda opção"
* Sanken * (...amor...) diz:
por isso é que a humanidade está com menos consciência
* Sanken * (...amor...) diz:
porque a maioria das pessoas já passou pela sua fase "100 - 100"
* Sanken * (...amor...) diz:
e decidiu viver por viver...
Kendy diz:
vou estudar a sua teoria meu caro poeta....
Kendy diz:
nao podemos acreditar em nada sem antes duvidar, investigar, fustigar etc... nao podemos crer por crer, ou pela fé..... isto demonstra uma certa burrice... tudo que eu creio, foi provado, pelo menos para mim....é logico...
* Sanken * (...amor...) diz:
sim....é exatamente isso que eu penso, também....



Diálogos (III)
Sanken x Helena


* Sanken * (...amor...) diz:
Eu estava discorrendo agora, com o kendy... sobre a teoria Gaia...
* Sanken * (...amor...) diz:
e sobre sua relação, sendo nós os NEURÔNIOS da terra
* Sanken * (...amor...) diz:
hehee
Helena diz:
Que teoria é essa? Não sei se conheço...
* Sanken * (...amor...) diz:
teoria gaia - a terra é um ser vivo
Helena diz:
isso sim...
Helena diz:
Então os humanos seriam os neurônios?
* Sanken * (...amor...) diz:
sim, é o que eu penso
* Sanken * (...amor...) diz:
mas, se a capacidade de consciência do cérebro não varia com o tempo
* Sanken * (...amor...) diz:
(se a terra é um só)
* Sanken * (...amor...) diz:
então quer dizer que, com o aumento do número de neurônios, cada um vai ter menos consciência
* Sanken * (...amor...) diz:
vai ter uma parcela menor
Helena diz:
Bem, aí eu já não acho que seja assim não...
Helena diz:
pq...
Helena diz:
não existem só as almas encarnadas...
Helena diz:
todas existem...
Helena diz:
sempre, num número até fixo...
Helena diz:
já li em algum lugar até o número...10 bilhões.
Helena diz:
huehuehuehue
* Sanken * (...amor...) diz:
na terra ou no universo em geral?
Helena diz:
Na Terra....
Helena diz:
especificamente...
Helena diz:
acho que no universo inteiro seria muito...
Helena diz:
mas não sei se confio nessa informação..
* Sanken * (...amor...) diz:
hahahaha
Helena diz:
afinal as almas da terra não ficam eternamente em torno da terra..
Helena diz:
podem ir viver em outros planetas.
* Sanken * (...amor...) diz:
exatamente, é um ponto que ia dizer
Helena diz:
Mas parece que assim, entre encarnados e desencarnados...
Helena diz:
tem mais ou menos 10 bilhões por aqui..
Helena diz:
então, se há poucos encarnados, nem por isso há menos almas..
Helena diz:
almas aí no sentido de corpo emocional, pelo menos.
* Sanken * (...amor...) diz:
eu sei
* Sanken * (...amor...) diz:
mas supondo que seria só entre a parcela encarnada...
Helena diz:
hum...
Helena diz:
Ah, sim...
Helena diz:
Aí que tá...essa questão não faz muito sentido, pois o mental nos segue após a nossa morte...o que eu penso hoje continuará aí vagando após minha morte, idem contigo...não faz diferença ter muita gente na terra ou não...
* Sanken * (...amor...) diz:
a parcela desencarnada eu acho que não vai influenciar decisivamente a ponto de serem consideradas também neurônios...
Helena diz:
Será?
Helena diz:
O produto do nosso mental fica por aí...esse é o ponto...se bem que talvez já não se produza tanto...
Helena diz:
deixa eu pensar um pouco...
* Sanken * (...amor...) diz:
ok
Helena diz:
Vejamos, temos mais almas encarnadas, mas o primeiro ponto é: temos mais almas, realmente, na Terra?
* Sanken * (...amor...) diz:
temos?
Helena diz:
De uma coisa estou certa, com a morte do corpo físico, não deixam de existir as emoções ou o pensamento...aí vem a segunda pergunta sem resposta...será que deixamos de PRODUZIR novos pensamentos e sentimentos e ficamos só com os que criamos na vida física em torno de nós?
Helena diz:
Sabe algo sobre isso?
Helena diz:
São coisas nas quais nunca pensei por muito tempo.
* Sanken * (...amor...) diz:
eu acho que não se criam novos pensamentos e novas emoções, sinceramente
Helena diz:
Será?
Helena diz:
Cara, que coisa...
Helena diz:
eu não sei!
Helena diz:
Isso é muito estranho!
* Sanken * (...amor...) diz:
heheheh
Helena diz:
Não sei e não sei o que pensar...
Helena diz:
mas me parece lógico, como parece pra você...que não se produz mais nada..
Helena diz:
se fica só com o que tinha.
Helena diz:
Tanto que dizem que com o tempo o corpo astral morre, também...apesar de ser preciso muuuuuuuito tempo.
Helena diz:
Morre pq é como nosso corpo físico aqui...
* Sanken * (...amor...) diz:
sim, senão os mestres não precisariam vir aqui na terra para adquirir sabedoria
* Sanken * (...amor...) diz:
eles iriam fazer isso nos outros planos
Helena diz:
Olha, eu não acho que os Mestres vêm adquirir sabedoria...
Helena diz:
eu não acho que a terra é uma escola de sabedoria...
* Sanken * (...amor...) diz:
hahahaa
* Sanken * (...amor...) diz:
não digo a terra
* Sanken * (...amor...) diz:
digo o mundo físico
* Sanken * (...amor...) diz:
seja esse ou outro
Helena diz:
A encarnação física..
Helena diz:
Pois é, eu já vi gente dizer o mesmo que você...
Helena diz:
que as almas vão adquirindo os corpos para passar por uma experiência que lhes daria conhecimento e/ou sabedoria...
Helena diz:
mas eu acho essa teoria estranha...
Helena diz:
ela me causa estranhamento...
Helena diz:
rs...
Helena diz:
Deve ser algo de temperamento.
Helena diz:
kkkkkkkkkkkkkkk
* Sanken * (...amor...) diz:
hahahaha
Helena diz:
Mas veja...eu acho que é apenas uma coisa matemática...
Helena diz:
como eu já li certa vez...e faz todo sentido, veja bem...
Helena diz:
Deus inspira e aspira...são como respirações ou pulsações do universo...assim as coisas evoluem ou involuem...mas eu penso nisso apenas como um ciclo natural, não como algo com propósito de causar sabedoria...
Helena diz:
sei lá...
* Sanken * (...amor...) diz:
hehehe
Helena diz:
é inspira e aspira...que se diz?
Helena diz:
Essas palavras me confundem...
Helena diz:
enfim, puxa o ar e solta o ar...
Helena diz:
nos joga para longe e nos leva de volta para Ele...
Helena diz:
tipo isso...
Helena diz:
mas não penso que nos jogue para longe para aprendermos...
* Sanken * (...amor...) diz:
heheehhe
* Sanken * (...amor...) diz:
entendi
* Sanken * (...amor...) diz:
eu acho que, quando morremos
* Sanken * (...amor...) diz:
nós ficamos em um estado, digamos, "estático", irradiando a sabedoria do que aprendemos, como estívessemos mesmo "segurando" o ar nosso
Helena diz:
Como se fosse uma pausa, aguardando a próxima encarnação?
* Sanken * (...amor...) diz:
sim, uma pausa, em que estaríamos, como eu disse, "irradiando" o que já conseguimos
* Sanken * (...amor...) diz:
não respiraríamos, seria extático
Helena diz:
Sim...
Helena diz:
isso faz sentido...
Helena diz:
Mas essa irradiação, voltando ao ponto anterior...ela também entra no equilíbrio...
Helena diz:
de forças...
Helena diz:
da terra...
Helena diz:
Se bem que isso está me soando estranho também...é que estamos falando sobre coisas que nunca lemos...rs...
Helena diz:
junto com algumas que lemos, mas muita coisa aí é meio da nossa cabeça...aí é estranho..
* Sanken * (...amor...) diz:
hahahahaah
Helena diz:
ter que quebrar a cabeça é estranho, em geral nos dão tudo mastigado...
Helena diz:
hehehe...
* Sanken * (...amor...) diz:
eu adoro quebrar a cabeça
* Sanken * (...amor...) diz:
toda hora sai algo novo
Helena diz:
sim, indiretamente pensamos em outras coisas...ao buscar a resposta de uma...
Helena diz:
podemos não chegar nela, mas chegamos em mil outras.
Helena diz:
Mas a questão era se a parcela de inteligência seria menor pra cada um...
* Sanken * (...amor...) diz:
ah, mas tem duas coisas que asseguram o que eu disse
* Sanken * (...amor...) diz:
olha
* Sanken * (...amor...) diz:
se a "capacidade" do cérebro fosse a mesma, como um todo
* Sanken * (...amor...) diz:
não variasse com o tempo
* Sanken * (...amor...) diz:
(temos que considerar isso)
Helena diz:
...
* Sanken * (...amor...) diz:
se for assim, então o número de neurônios, aumentando farão ocorrer duas reações:
* Sanken * (...amor...) diz:
primeira:
* Sanken * (...amor...) diz:
vão aumentar o número de "ligações" entre os neurônios (você sabe como é, né?), e isso vai possibilitar "conclusões" mais rápidas, digamos (pense na globalização).... hoje está sendo inventado mais coisas e mais depressa do que todos os séculos anteriores...mas não acho que é porque ficamos mais inteligentes....acho que é porque as ligações "neurônicas" aumentaram.....
Helena diz:
Sim...isso é verdade...
Helena diz:
na troca é que se aprende...
* Sanken * (...amor...) diz:
e a segunda
* Sanken * (...amor...) diz:
é que cada neurônio, individualmente, teria menos capacidade do que anteriormente, necessitando-se a formação de grupos de neurônios para realizar uma coisa que antes um neurônio fazia sozinho (isso TAMBÉM é verdade, por hoje em dia....tudo é realizado em grupos, não há mais coisas individuais)
* Sanken * (...amor...) diz:
entendeu?
* Sanken * (...amor...) diz:
esse são os dois pilares da minha teoria de neurônios
Helena diz:
hummmm....
Helena diz:
Mas...porque individualmente teria menos capacidade?
Helena diz:
o resultado tudo bem, mas qual a causa?
* Sanken * (...amor...) diz:
a causa é matemática
* Sanken * (...amor...) diz:
tem que diminuir, para contrabalancear
* Sanken * (...amor...) diz:
fatores:
* Sanken * (...amor...) diz:
1. Delta capacidade absoluto da Terra (não varia)
* Sanken * (...amor...) diz:
2. Número de neurônios (aumenta)
* Sanken * (...amor...) diz:
3. Capacidade individual de um neurônio (diminui)
* Sanken * (...amor...) diz:
entende?
Helena diz:
Mas que capacidade é essa que coloca? Acha que a Terra só suportaria no máximo uma certa quantidade de inteligência, é isso?
Helena diz:
Ou de influência, pra ser mais exata...
Helena diz:
Acha que há um limite, uma delimitação?
* Sanken * (...amor...) diz:
acho, se a terra for realmente um "ser vivo"
* Sanken * (...amor...) diz:
ela tem um cérebro só, uma capacidade de aprendizado limitada
Helena diz:
Mas nós não somos inerentes à ela...
* Sanken * (...amor...) diz:
ahhhh
* Sanken * (...amor...) diz:
mas nós somos os neurônios dela, não é?????
* Sanken * (...amor...) diz:
hehehe
* Sanken * (...amor...) diz:
isso explicaria outra coisa
* Sanken * (...amor...) diz:
os mestres tem uma parcela de consciência muito grande
* Sanken * (...amor...) diz:
(não....)
* Sanken * (...amor...) diz:
aí, quando eles vêm, as pessoas geralmente estão com um nível baixo de consciência... eles viriam "prencher" a falta quando a consciência está baixa
Helena diz:
....
* Sanken * (...amor...) diz:
e, depois que eles morressem, a consciência aumentaria, porque a "parcela" que ele detinha vai se espalhar de novo
Helena diz:
Mas olha só...se se chega mesmo ao ponto, de precisar dividir pouquinho por pouquinho as consciências individuais...um mestre jamais seria necessário...
Helena diz:
Não haveria consciência baixa na sua teoria..
Helena diz:
vc falou quase em "superlotação"...rs...
* Sanken * (...amor...) diz:
se fossem IGUAIS
* Sanken * (...amor...) diz:
hehehe
* Sanken * (...amor...) diz:
não haveria SE estivesse dividido em pedaços iguais
* Sanken * (...amor...) diz:
mas alguns ganham farelo de pão, outros o miolo e outros ganham três pães
* Sanken * (...amor...) diz:
heheeh
Helena diz:
aaaaaaaaaaaaaaaaaaahhhhhh..
Helena diz:
huehuehuehue...
Helena diz:
E o que faria uns terem mais que outros?
Helena diz:
O fato de quererem mais?
* Sanken * (...amor...) diz:
vidas passadas, talvez, aí vemos a parábola
Helena diz:
Sim...
Helena diz:
eu pensei o mesmo...
Helena diz:
realmente são as vidas após vidas que formam uma consciência de forte influência...
Helena diz:
na verdade a preocupação com coisas além do próprio umbigo a formam...
Helena diz:
só quem se importa com o todo influenciaria o todo...ganharia esse direito...aos poucos...
* Sanken * (...amor...) diz:
hmmmmm
* Sanken * (...amor...) diz:
interessante
Helena diz:
Sim sim...acho que faz sentido...
Helena diz:
Então vc admite a presença de influências maiores e menores...
Helena diz:
mas acha que, como um todo, a força individual é menor...
* Sanken * (...amor...) diz:
sim
Helena diz:
e a da Terra...fixa...
* Sanken * (...amor...) diz:
exato
Helena diz:
Mas sendo fixa, e a evolução?
Helena diz:
como fica?
Helena diz:
Evolução não é um aumento de poder/consciência?
Helena diz:
Entre outras coisas...?
* Sanken * (...amor...) diz:
evolução é uma parábola, ué....hehehe
* Sanken * (...amor...) diz:
enquanto alguns estão no ápice, outros estão com menos
* Sanken * (...amor...) diz:
e, matematicamente
* Sanken * (...amor...) diz:
como o ápice é só UM ponto na curva
* Sanken * (...amor...) diz:
virtualmente tem MUUUITO mais gente nas beiras da parábola
* Sanken * (...amor...) diz:
do que no ápice
Helena diz:
hahahaha
Helena diz:
Bem, seu raciocínio ficou interessante...
Helena diz:
mas esse um desce em seguida?
Helena diz:
kkkkkkkkkkkk
Helena diz:
ou vai embora?
* Sanken * (...amor...) diz:
ahhhhhhh
* Sanken * (...amor...) diz:
ótimo ponto
* Sanken * (...amor...) diz:
era o que eu tava falando para o kendy....
* Sanken * (...amor...) diz:
pode descer OU ir embora
* Sanken * (...amor...) diz:
mas a maioria desce
* Sanken * (...amor...) diz:
hehehe
Helena diz:
Bem, mas a teoria diz que quem chega no ápice só desce pq quer...mas não rumo a uma involução...
Helena diz:
é só um serviço.
Helena diz:
Ou seja, desce para o serviço...
Helena diz:
não é assim?
* Sanken * (...amor...) diz:
ah, mas aí é outro ápice
* Sanken * (...amor...) diz:
hehehehe
* Sanken * (...amor...) diz:
e esse "desce" que estou falando não é descer para o mundo material, para ajudar os outros
* Sanken * (...amor...) diz:
esse "descer", estou falando da parábola da consciência....desce, diminui a consciência
* Sanken * (...amor...) diz:
é diferente
Helena diz:
Bem...
Helena diz:
consciência descer?
Helena diz:
Já não nos dizia o velho Einstein...rs..."a mente, uma vez expandida, nunca volta ao seu tamanho original".?
* Sanken * (...amor...) diz:
ahhhh
Helena diz:
Não tem um fundo de verdade nisso?
* Sanken * (...amor...) diz:
tem, mas não é totalmente verdade
* Sanken * (...amor...) diz:
eu conversei sobre isso com o kendy
* Sanken * (...amor...) diz:
quando você ler a conversa, vai entender, vai ser difícil explicar tudo de novo
Helena diz:
hum rum...
Helena diz:
Acho que se pode colocar umas nuvenzinhas em cima da consciência adquirida...
Helena diz:
eu digo isso até por mim mesma...como talvez você possa dizer por si....
* Sanken * (...amor...) diz:
nuvens?
Helena diz:
todos já estivemos em níveis mais altos em algum momento...não perdemos de todo, mas várias nuvens encobrem...
Helena diz:
sim....nuvens..
* Sanken * (...amor...) diz:
hmmmmmm
* Sanken * (...amor...) diz:
entendo o que quer dizer
Helena diz:
coisas passageiras...
Helena diz:
Ou até demoradas...mas é possível com certo esforço retirar o véu...
* Sanken * (...amor...) diz:
ah, mas isso de nuvens vieram bem a calhar

Helena diz:
Acho que não se volta...se esquece...
Helena diz:
poxa, isso até já dá pra entrar numa linha mais mística e menos filosófica...
* Sanken * (...amor...) diz:
nada que se aprende se esquece totalmente, mas realmente é como se estivesse coberto por nuvens...
Helena diz:
Sim!
Helena diz:
Que bom que me entende...
Helena diz:
pois quando leio suas palavras entendo que sua compreensão disso não é só intelectual...
Helena diz:
é estranho, mas se vê quando as pessoas escrevem...como diria Nélson Rodrigues..."com sangue"...
Helena diz:
mas eu já estou ficando poética demais...
Helena diz:
rs...
Helena diz:
kkkkkkkkkkk
Helena diz:
e poesia é contigo...
* Sanken * (...amor...) diz:
hahahahahahaha
* Sanken * (...amor...) diz:
nada a ver....hehe
* Sanken * (...amor...) diz:
todos nós estamos cheios de poesia
* Sanken * (...amor...) diz:
hehehe
* Sanken * (...amor...) diz:
a vida é poesia!


_____________________

Fim da parte III das Divagações