Sob a lua vermelha de novembro...

Quando tudo isso começou? Quando as engrenagens do destino começaram a girar? Talvez seja impossível achar a resposta agora, profunda no fluir do tempo...

Minha foto
Nome:
Local: Belo Horizonte, MG, Brazil

Eu? Apenas mais um andante solitário...mas todos os andantes tem uma ou outra lição a passar devida à sua intimidade com a estrada. A estrada é sábia. Embora seja certo que o caminho ainda segue muito à frente... quantas lições nos esperam?

quarta-feira, dezembro 14, 2005

Eien / Parte I




Parte I

********

Nos vales as folhas surgiam
e nasciam os sonetos do amar;
A vida, os gerânios se abriam
dois a dois, em cada par;


[Minhas margaridas jamais cresciam
nos ramos da solidão;
Descobri-te quando cem floriram
nos vasos do coração...
]

Dos buracos da tempestade
a luz volta sempre a raiar;
A esperança da esmeralda
é seu intenso brilhar;


[Enquanto os pingos não caem,
meus lábios junto a ti;
A chuva salpicando a janela
acariciando teu sorrir...
]

Nos arco-íris dos céus
as luzes despontando:
sete portas, sete véus
ao mundo circundando...

[As dimensões que se abram!,
percorrê-las-ei contigo;
A beleza maior dos astros
já a tenho aqui comigo...
]

As escarpas agasalhadas
num manto opaco;
As montanhas enevoadas
num sacro canto;


[Do granizo os desenhos perfeitos
são minha obra em teu louvor;
O pincelar da língua em teu peito
formando linhas eternas de amor...
]

(Eien...)


********